sexta-feira, 15 de outubro de 2010

A menina despercebida e o menino de cabelo nagô



Ela repetia, exaustivamente, para si mesma,
que aquele menino era demais para ela,
que não podia ter o amor daquele menino.
Aquele menino que era o seu amor desde sempre,
desde que o vira pela primeira vez
e os seus olhos saltaram da face
e ficaram como cartas embaralhadas
de um baralho mágico qualquer.

Foi mesmo mágica. O coração dela batia tão forte, que o ensaio daquela banda nas ladeiras do Pelô não conseguiu ocultar tanto barulho, e a sua respiração era tão ofegante que levantava mais poeira que todas as pessoas que sambavam no Terreiro de Jesus. Jesus: levantou o rosto para o céu de olhos fechados e, numa oração tímida e tão forte, pedia aquele menino de cabelo nagô para ela. Aquele menino que era mais lindo que o Deus de Ébano do Ilê Aiyê, isso se existisse um Deus de Ébano no Ilê — ela ousara criar este posto para ele dentro de si. O que ela queria mesmo era que ele fosse o Deus de Ébano da sua vida —. Mas aquele menino era cortejado demais! Era cobiçado por todas as meninas que subiam e desciam, repetidas vezes, aquelas ladeiras históricas do Pelourinho, e por todas as turistas e por todas... E ele era encantador demais! Tão encantador que ela não ousara sonhar-se ao lado dele, mas este era o seu sonho de todos os dias, de todas as horas. Imaginava-se no ensaio do Olodum de braços dados com aquele menino, e quando as meninas caçadoras se aproximassem dele, ele olharia no fundo dos olhos dela e diria: “Já encontrei a preta da minha vida”. Era tudo o que ela mais queria na vida e era tudo o que ela mais fingia não querer para não sofrer e sofria tanto — Ela podia até achar que enganava a todos, mas como enganar a si mesma, se aquele amor queimava no seu peito mais que o sol do verão de Salvador? E ela nem percebia o quanto se diminuía, ela só queria saber de fingir que não sentia aquele amor, ela achava que era um amor impossível — achava não, tinha quase certeza, digo quase porque sempre existe uma pontinha de esperança escondida dentro de nós, mesmo que a gente negue —. Mas aquele menino tinha um sorriso bonito demais! Quando ele sorria tudo ao seu redor iluminava-se. Queria tê-lo por perto quando faltasse luz, nem precisaria de candeeiro, nem de velas nem nada, o seu sorriso clareava mais que o farol da Barra — pensava. Mas aquele menino tinha um gingado bonito demais! Quando ele dançava todas paravam pra ver e ele ficava no centro de todas as rodas de samba, sem saber que não saía do centro do coração daquela menina faceira, despercebida de todos e muito menos do menino de cabelo nagô.

As terças da benção recomeçaram, ela se arrumou e se pintou e quando ia, mais uma vez, repetir em frente ao espelho que aquele menino era demais para ela, ela fixou os olhos no espelho, olhou no fundo dos olhos dele e olhou e olhou e viu muito mais do que a sua face com um semblante entristecido, a menina viu-se por dentro e ela estava num cantinho sentada, toda encolhida e cabisbaixa, abraçada nas pernas e apertando os joelhos contra o peito. Então, tomou um impulso e deu as mãos àquela menina despercebida e ela levantou-se esplendorosa. Neste momento, a mágica aconteceu pela segunda vez, a mesma mágica que aconteceu quando vira aquele menino de cabelo nagô pela primeira vez, só que desta vez, apaixonara-se por si e aceitara o seu amor irrevogável. E uma luz fortíssima irradiou dela, tão forte que o espelho brilhava como se tivesse estrelas faiscantes por dentro. E ela disse ao espelho: — Aquele menino... Aquele menino é o seu amor, é o preto da sua vida e ele não é demais pra você, porque nada é demais diante disso, menina! E ela subiu aquelas ladeiras renovada e mais leve que um fio de lã na ventania e brilhava e brilhava tanto! Foi como se ela tivesse acordado de um sono muito profundo e que a melhor parte do sonho ainda fosse acontecer. E a menina faceira, até então despercebida, atraía olhares dos quatro cantos do Pelô — só podia ser aquele sorriso que ela não tirava do rosto por nada, estava feliz por ter saído de um casulo que criara para si mesma. E, quando ela andava toda altiva e cintilante, avistou o menino de cabelo nagô, o menino que era dono de todos os seus sonhos e devaneios, e ele vinha andando em sua direção — ela teve que travar a garganta nesta hora, temia que o seu coração saísse pela boca. E, como se o destino quisesse pregar uma peça nela, quando estava bem perto do menino, o salto do seu sapato quebrou — foi o susto do amor, mas andar de salto nas ladeiras do Pelô requer habilidades de equilibrista, eu bem sei disso, porque sempre ando e tropeço por lá. E ela abaixou toda roxa de vergonha e, antes que se levantasse, o menino abaixou também e passou a mão levemente na sua face, que estava mais quente que o dendê do tabuleiro da baiana; a baiana que assistia a tudo aquilo segurando os olhos para não piscar e quase queima os acarajés da vez — às vezes é num piscar de olhos que perdemos os momentos mais bonitos.

E, de repente, todos os olhares do Pelô voltaram-se para aqueles dois e o menino de cabelo nagô sentiu uma coisa por dentro que parecia azia, mas que era o amor despertando dentro dele como fogo, era a mágica acontecendo nele e era a primeira vez que ele sentia aquilo e era tão bom! Os dois ficaram horas perdidos naquele olhar de encontro. Algumas pessoas disseram que ouviram harpas tocarem durante todo o tempo, outras poderiam jurar que eram sons de tambores como ecos. E ele disse: “— Você gostaria de curtir o Olodum de braços dados comigo?”. Preciso mesmo dizer a resposta?! Ah! E o sapato? Pra quê? Ela flutuava... Os dois flutuavam juntos!


[E curtiram o Olodum de braços dados e a vida toda. E foi eterno e mágico todos os dias... Ela era a preta da vida dele. Era tanto amor que não passava despercebido.]



E beijaram-se a primeira vez sob este som:

[Olodum – Vem meu amor – Silvio/ Guio]


Selo que ganhei da Lívia. Selo que ganhei da Paulinha e selos que ganhei da Dielma. Aqui. Obrigada pelo carinho, queridas!


59 comentários:

  1. Pérola , amiga querida


    Que mini conto de amor mais lindo
    de se ler ... :)
    Ainda mais com final feliz !!!
    Ver e ouvir o Olodum nos braços de um amor
    é mais que mágico , realmente é sentir-se flutuar.


    Ter Ler é sempre Muito Bom !



    Bjo Imenso e uma Noite de Paz.

    ResponderExcluir
  2. Nossa, Pérola!

    Que conto mais lindo, parece mesmo uma grande poesia em forma de prosa. Eu confesso que passei aqui rapidinho e nem ia ler agora, mas você escreve de uma forma tão encantadora que não tem como parar, prende e sempre me surpreende.

    Lindíssimo!

    Ai, ai (suspiros)

    ResponderExcluir
  3. Eita! amor danado sô!! Gostei deste amor arretado, gostei deste conto de amor. Um beijão.

    ResponderExcluir
  4. Amor bom demais de se ler e com certeza ainda mais de se ver..! rs

    Sempre viajo nas tuas letrinhas...

    Beijos daqui prai...

    ResponderExcluir
  5. "E o menino de cabelo nagô sentiu uma coisa por dentro que parecia azia, mas que era o amor despertando dentro dele como fogo"

    Adoro as tuas palavras pitorescas, a leveza e a força das tuas palavras. As palavras parecem que brotam de ti.

    Lindo conto de amor!

    Um beijo, querida.

    ResponderExcluir
  6. Pérola

    O que me encantou neste texto foi o toque regional, o ambiente tão acolhedor que parece abraçar os personagens. Viajei lendo seu texto e posso dizer, sem aumentar nenhum ponto, que quase ouvi o som dos tambores e vi a baiana sorrindo.

    Lindo e bom de se ler!
    Bjs

    ResponderExcluir
  7. Tenho uma historia de amor meio parecida com esta no meu blog...pena que o final nao foi tao feliz...

    ResponderExcluir
  8. .

    Nossa!

    Eu venho aqui agradecer o brilho tão intenso que recebi de ti e que me iluminou o coração, bem sabes... coração iluminado irradia luz por todos os poros, realmente me senti reluzente. Daí me deparo com esse texto... Menina, não és só preciosa como pessoa, mas também em palavras.

    Lindo e emocionante o conto.
    Para ser amado é preciso se amar primeiro, foi exatamente essa descoberta que fez a menina conquistar o seu tão sonhado Deus de Ébano... e flutuaram juntos nesse amor.

    Flutuemos todos...

    Beijos e muito carinho a ti, menina preciosa.

    .
    .

    ResponderExcluir
  9. Que lindo e encolvente conto, Pérola luz!

    Consegui me sentir como a baiana do acarajé, na expectativa e sem querer piscar pra não perder nenhuma cena.

    Muito bom! Um abraço carinhoso.

    ResponderExcluir
  10. Pérola Querida, este amor feito azia nos ferve de amor em todas as linhas do corpo de teu escrito!!!

    Um beijo grande e te ler é revigorante!!!

    Carmen.

    ResponderExcluir
  11. A narrativa me envolveu e cativou tanto que eu imaginei cada detalhe e torpor!!

    Amor não é para ser entendido, é para ser vivido!!

    Cativantes e criativos versos:

    "Se linho...
    Selinhos!"

    Um beijo!

    ResponderExcluir
  12. Pérola, menina linda!

    Eu queroooooooooooo viver um amor assim, ao som do Olodum, com as bençãos de todos os santos.
    Eu quero, quero...

    Obrigada pelo presente, você é muito especial, do blog lindo, e da alma linda.
    Salvei e guardei. Preciso aprender a fazer isso que vc fez, um lugar especial para selinhos (tento e não consigo rs), ou fazer um blog pra esses presentes tão lindos!

    Um abraço do tamanho do mundooooooooo!!!!

    ResponderExcluir
  13. Que venha o amor!!
    E que se amem.

    Abraço meu.

    ResponderExcluir
  14. Nossa, quanto carinho.
    Obrigada, doce Pérola.
    Recebo com muito amor.

    Abraço meu.

    ResponderExcluir
  15. .

    Mais uma vez venho aqui agradecer teu carinho, menina preciosa.
    Toda forma de carinho é amor dado... isso é muito bom! Tanto receber como doar.

    "Fica sempre um pouco de perfume nas mãos que oferecem rosas, nas mãos que sabem ser generosas..."


    Eu retirei os selos do meu blog para coloca-los em um cantinho especial, mas ainda não consegui fazer isso. Por enquanto, vou salva-lo e guardar com muito carinho.

    Agradeço e agradeço.

    Beijo no coração.

    .
    .

    ResponderExcluir
  16. Cadê meu presente?
    Vim buscar!!! rs


    Bjks,

    =*

    ResponderExcluir
  17. Ah, eu achei *-*

    Obrigada!!!!!

    BJKS =*

    ResponderExcluir
  18. Simplesmente lindo!
    Envolvente, emocionante e com uma linda linguagem regional!

    Parabéns, Pérola!

    ResponderExcluir
  19. Pérola, você como sempre nos encantando com as suas criações. Sua história nos prende, nos envolve, nos faz torcer por um final feliz. E que final...
    Mais uma vez, parabéns! Muito bom.

    p.s. Muito obrigada pelo carinho.
    Sinta-se abraçada!

    ResponderExcluir
  20. Não era azia, era amor despertando e o salto quebrou porque os sapatos não se faziam mais necessários porque os pés já não tocavam o chão...

    Ah, Pérola, até a clássica história do encontro fica tão mais bonita quando contada por ti, com tua leveza e doçura! Adoro um taaaaaanto assim!

    Beijo, querida. Não para nunca de soltar essas linhas, tá? Promete?

    ℓυηα

    ResponderExcluir
  21. não há o impossível para o amor....

    que lindo !

    beijo

    ResponderExcluir
  22. Pérola , amiga linda e querida

    Amei meus presentes !!!! :)
    Obrigada de coração ...



    BjO Imenso e um Domingo mais que Iluminado !

    ResponderExcluir
  23. Amiga, flutuei também. Você é muito boa na prosa. Meus parabéns. Fiquei feliz também pelo selinho que me ofereceu, mas estou perdida, eu não sei que selinho pegar...rs

    BeijooO*

    ResponderExcluir
  24. Pérola, você é mesmo um anjo apaixonado que flutua com as palavras apaixonando todos nós.
    Quanta riqueza! Quanta beleza, vida, paixão!!!!

    Parabéns moça. Você é um talento.
    Obrigado pelos presentes. Os selos são lindos.

    Beijos.Ótima semana procê.

    ResponderExcluir
  25. Pérola!!!

    Deu até vontade de que isso aconteça comigo.
    que lindo texto, pude sentir cada momento.

    e agradeço também aos selos, já os levei comigo no meu cantinho. :)

    Beijos e ótima semana!!!

    ResponderExcluir
  26. De passagem, rapidamente, pra agradecer os presentes. Em breve, estarão no InterTextual. Obrigado, obrigado, obrigado, mesmo. Saiba que gosto muito deste teu espaço, cuidado de maneira tão detalhada e carinhosa.

    Mais tarde, lerei o texto.

    Um beijo.

    ResponderExcluir
  27. Hello my friend, Your site is great, good job you do.
    I also created many blogs but not good like yours, I mean the visitors.So

    Please
    could you exchange link with me?
    Here are my blogs. you could choose to exchange ,


    http://khmernewstoday.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  28. Adorei!!!
    Deu uma vontade urgente de conhecer o Pelô
    Essa música é linda, essa versão eu desconhecia!
    bjão Pérola, e ótima semana :)

    ResponderExcluir
  29. Lindo, suave, sensível...como o amor deve ser!
    Obrigada pelo carinho, flor! Logo mais vou postar no meu blog. Bjos.

    ResponderExcluir
  30. Pérola, minha flor : me empresta um dos teus textos lindos para que eu poste no meu blog das fases da lua (lá só coloco textos dos meus autores preferidos, nada meu)?

    =)

    Beijo, beijo.

    ℓυηα

    ResponderExcluir
  31. Pérola, querida!

    Obrigada por me ensinar a guardar os selinhos.
    Vou tentar fazer (Sou meio lentaaaaa rs, mas consigo).

    VOCÊ É UMA QUERIDAAAAAAAAAAA!

    Beijooooooo

    ResponderExcluir
  32. Pérola , amiga lindaaaa


    Passando pra te reler e desejar
    que seu dia se faça cheio de Paz , Sorrisos
    e Poesia ...


    BjO Imensooooooooooooooooooooo

    ResponderExcluir
  33. Agora sim, levarei com prazer, no meu próximo post ele vai estar lá.

    BeijooO'

    ResponderExcluir
  34. Que lindo teu conto!
    E essa musica? Quanta lembranca boa me trouxe...
    E saudade do meu nordeste, do meu Brasil!!!
    Aproveito pra desejar uma semana repleta de lindesas pra ti, dessas alegrias bobas do dia-a-dia mas que fazem um bem danado pra alma da gente!
    Bjs amada!

    ResponderExcluir
  35. Era bom se na blogosfera tivesse tantos textos acolhedores como o seu.
    Bonito de se ler.
    Um beijo e até breve!

    ResponderExcluir
  36. Olhos molhados minha linda, Ora-Iê Iê-ô minha flor, que oxum te abençõe minha por tanta beleza em seus olhos e tb nos seus dedos ao escrever. Me senti tão em casa, me senti no conto, olhos cheios dágua viu! Molhados no sentir.

    E a menina dispertou amor no menino só depois que se amou.....eu sempre achei que é preciso se amar primeiro pra poder amar o outro , se doar assim.

    Sigo, saio daqui mais feliz viu!

    Bjos minha preta.

    Erikah

    ResponderExcluir
  37. Eles nem deviam escutar direito o bater dos tambores na ladeira... eu sei, o amor deixa surdo pro resto do mundo. Ainda to suspirando, imaginando a cena, os olhares se encontrando como estrelas que se chocam e fazem brilhar tudo, por dentro e por fora da gente. E ela encontrou o único caminho possível pra chegar ao coração de alguém: amar-se, imprescindívelmente, amar-se.
    Um texto digno de Jorge Amado, amor, negritude, Bahia, gingado e música... owwww coisa boa demais!!!
    Você se superou nesse texto. Parabéns!
    Beijokas.

    ResponderExcluir
  38. Nusss!!! Todos aqueles? Isso é uma overdose de carinho. Um, a gente agradece. Mas todos esses? Muitíssimo obrigada, minha Pérola linda! Vou levá-los todos e publicá-los lá no Chocolate. São lindos!!
    Vou demorar um pouquinho, tá?Não fica triste comigo. É por causa da dinâmica dos posts.

    Um montão de beijokas pra vc.
    Obrigada.

    ResponderExcluir
  39. Hey, dá uma passada lá no Partitura...
    http://minhavozmeucaminho.blogspot.com/2010/10/meus-querido-amigos-excepcionalmente.html

    ResponderExcluir
  40. Que lindo, e como isto deve acontecer pelas ruas do mundo.


    beijos

    ResponderExcluir
  41. O Saulo tem razão aqui é encantador. Impossível ler este conto sem sentir vontade de ter um amor assim, e se for na Bahia melhor ainda..rs
    Teve uma frase que me tocou muito..."às vezes é num piscar de olhos que perdemos os momentos mais bonitos"...viajei em meus pensamentos quando li isso.

    Parabéns, lindo Blog e por certo vim pra ficar!

    Beijos pra Ti

    ResponderExcluir
  42. Meegan, este é o único blog fofo que perdôo por ser fofo.

    1º porque você é minha amiga e assumo minha parcialidade e minha passionalidade;

    2º porque você escreve muito bem, gatona!

    ixiii..as duas resolveram escrever contos ao mesmo tempo quase..hihi..mas nunca me comparo ao seu lirismo verdadeiro.

    (=

    siga.

    ResponderExcluir
  43. Fofo, meegan! Superfofo porque sou insensível demais pa ser assim...

    Ratifico: nunca me comparo ao seu lirismo. Não é à toa que o seu bloguín tem tantos seguidores e faz sucesso. Porque é bom! e vc merece..

    e este é o único fofo que é fofo e inteligente e bem feito. hihi (pros padrões casca grossa de sua meegan aqui.)

    SIGA!

    ResponderExcluir
  44. Amor no Pelô, é mágico, muito mágico.

    Parabéns por esta prosa tão rica em poesia.

    Beijão e ótimo final de semana.

    ResponderExcluir
  45. Que lindo o que me disse.
    Quando do lado de dentro.

    Abraço meu, doce Pérola.

    ResponderExcluir
  46. Ler é uma viajem, não questiono meu ser na história sou um assistente mas com emoções, vive-se este texto pela maneira que escreves, vem as imagens e a viajem começa e prende a cada janela em tecnicollor.

    ResponderExcluir
  47. Pérola, menina lindaaaaaaaaaaaaa!

    Ameiiiiiiiii o video, ameiiiii.

    Senhora liberdade, na voz do Jorge foi de me matar de emoção!!

    Um abraço, minha queridaaaaaaaaaaa!

    ResponderExcluir
  48. Perolinha lindaaa,
    Você passa uma energia tão boa!
    Por isso é que gosto de ficar aqui te lendo =)

    Olha,cada palavra do teu comentário,estão no meu core,viu?
    Nunca que me esqueço das coisas boas que me fazem,que me emanam,que me trasmitem.
    Deus abençõe vc,moça iluminada.
    Que tua vida seja sempre essa luz!

    Beijo grande!

    ResponderExcluir
  49. Bem romântico e bem escrito. Parabéns!
    Bjo

    ResponderExcluir
  50. Passei pra desejar um ótimo fds, pequena! =)

    Beijo.

    ℓυηα

    ResponderExcluir
  51. Ahhhh o amor.....

    Beijinho minha querida, tudo sempre muito lindo no seu cantinho que eu adoro visitar....

    ResponderExcluir
  52. Oi Pérola,
    O amor é motor de tudo, né?

    Olha adorei teu espaço! Super agradável. Vou te seguindo.
    To fazendo um sorteio no meu blog, passa pra concorrer, e conhecer! :)

    Beijão

    ResponderExcluir
  53. Nada é demais diante do amor, basta saber olhar com os olhos certos para todos os ângulos, sem esquecer nunca de olhar para dentro. A menina despercebida fez isso e o amor abriu os braços para ela.

    Obrigada pelas palavras sábias, emocionantes e afetuosas deixadas aqui.

    Beijo doce!

    ResponderExcluir
  54. Nossa, que belos poemas, que lindos textos.
    Minha poesia se cala diante da tua, e eu poeta me sinto mirim perante teus textos, e em homenagem, leio e releio o que escreves, e cada vez mais vontade tenho de morar por aqui, para não abandonar estas linhas.
    Minha admiração.
    Iara Gonçalves

    ResponderExcluir
  55. Pérola

    "num piscar de olhos, perdemos os momentos mais bonitos." Prova disso é que ainda não havia lido este teu texto Jorge Amado.

    Eu sou teu fã!

    ResponderExcluir
  56. seu blog e mara ... uma inspiraçao pra mim q começei agora .
    segue o meu : www.secretgirls-dandy.blogsport.com

    ResponderExcluir

Solte suas linhas!

Postagens Recentes Postagens Antigas Inicio