segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Armados de(Votos)


O voto é uma arma,
que pode ser de salvação,
transformação, libertação
ou destruição em massa,
só depende da nossa consciência:
a verdadeira munição.

O voto é uma arma
a favor da nação,
mas pode ser um bumerangue cruel:
o troco da alienação.


[De voto em voto: armas, armadilhas]



“O que dá de malandro regular profissional,
malandro com o aparato de malandro oficial,
malandro candidato a malandro federal.”
[Chico Buarque]

[Homenagem ao Malandro – Chico Buarque]


59 comentários:

  1. Pérola, a música é perfeita para ilustrar a poesia... um beijo grande, e devemos estar atento para não sermos atingidos na volta do voto, perfeito poema para o dia de hoje e sempre.

    ResponderExcluir
  2. É verdade, Pérola.

    O voto pode ser uma arma na mão de quem se utilizou dele para chegar ao poder.

    Mas também, nós, eleitores, podemos utilizar o voto a nosso favor. O problema é reconhecer quem não usará do nosso voto em proveito próprio.

    Beijão e ótima semana.

    ResponderExcluir
  3. Real e triste ao mesmo tempo...
    O povo brasileiro precisa de educação. Educação cívica e moral.


    Um abraço já amigo,
    Michele

    ResponderExcluir
  4. O voto , como tudo nessa vida tem os dois lados... Cabe a nós escolher que lado usar.


    BjãO !

    ResponderExcluir
  5. E tenho dito! Assino embaixo. Aquilo lá ainda vira um circo.

    Abraço meu.

    ResponderExcluir
  6. Grande Chico! Casou perfeito com as suas linhas perfeitas.

    ResponderExcluir
  7. Oi Pérola,

    Nem me fala em votos, estou tão indignada com certos eleitos aqui em Sampa, que nem imagina!

    A tua observação poética esta perfeita.

    Beijos meu

    ResponderExcluir
  8. Mais música, sobre este efeito:

    "Tudo o que você faz
    Um dia volta pra você
    Tudo o que você faz
    Um dia volta pra você
    E se você fizer o mal
    Com o mal mais tarde você vai ter de viver (...)"

    Boomerang blues, do Renato Russo

    ResponderExcluir
  9. Pérola, em poucas linhas você disse tudo e de forma poética, de forma suave.

    Com certeza levará todos a reflexão.

    Um abraço carinhoso!

    E a música casou perfeitamente com o seu belo poema.

    ResponderExcluir
  10. Nossa, o que teve de destruição nessas eleições!! Foi tão desanimador!!

    Eu tenho um amor incondicional pelo Chico, ele sempre tem algo pra dizer!!

    Abraço meu, Doce Pérola.

    ResponderExcluir
  11. .

    Queiramos ou não, esse bumerangue sempre se volta contra nós. rsrs

    Menina preciosa, quanto ao comentário que deixou lá; se ainda não leu, te indico.

    Como diz o Caetano: "Está mais do que provado que só se é possivel filosofar em alemão"

    O Hesse, apesar de não ter sido filósofo, compreendia a alma humana como poucos. Foi Nobel de literatura em 1946.

    PS: Não que eu concorde inteiramente com o Caetano, foi só uma forma de expressão.

    Beijos, doce menina.

    .
    .

    ResponderExcluir
  12. Belo! Moro no olho do furacão e isso deveria ser distribuido pelas rampas!

    Beijos

    ResponderExcluir
  13. E nós conduzimos essa arma. Cabe-nos saber usá-la para o bem ou para o mal. Para não apenas o nosso bem, mas para o bem de todos.

    Como sempre excelente, Pérola!
    Um forte abraço, querida.

    ResponderExcluir
  14. Magnífica poesia crítica e reflexiva, Pérola!

    Em relação às opções que nos restaram eu diria que ambos se enquadram na opção que representa a arma da destruição... : (

    Sua linguagem é sempre envolvente, impossível não nos rendermos aos seus versos...

    Sou fã!

    Um beijo!

    ResponderExcluir
  15. Pé, seja como for, essa foi, para mim, o melhor voto que dei. E sabe pq? Porque votei na Branca de Neve. Sim... Branca de Neve, melhor nome para meu posto de votação não poderia existir. Confesso estou realizado apenas por isso. Do mais, do resto, tudo como sempre e mais: agora com um legítimo lá como malandro federal. Ou melhor, PALHAÇO federal.

    ResponderExcluir
  16. É menina valiosa.
    Essa reflexão do Bumerangue é essencial para votar, viver.
    O povo ainda não tem noção do que é eleger alguém para representar o todo.

    "Sei que não dá para mudar o começo

    mas, se a gente quiser,

    vai dar para mudar o final!"
    Só de Sacanagem - Elisa Lucinda.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  17. .

    Minha linda, compreendi sua forma de pensamento.
    Apenas indiquei, como indico a várias pessoas os livros e escritores que gosto. Acho que fui mal interpretada. rsrs

    Se foi assim, me desculpa.

    Beijo grande

    .
    .

    ResponderExcluir
  18. .

    Palavras às vezes se desencontram.
    Nada demais. rsrs

    Um noite de encantos, menina preciosa.

    .
    .

    ResponderExcluir
  19. As suas linhas, de beleza poética e reflexiva, disseram tudo e em bom tom.
    Perfeito, Pérola!

    Te abraço com louvor!

    ResponderExcluir
  20. Oi , Pérola !


    Passando pra desejar um Dia de Paz
    e Sorrisos ...


    BjO ! :)

    ResponderExcluir
  21. .

    Pois é, menina preciosa... que o vento nos leve, leve. Que possamos voar nossa liberdade.

    Beijos e carinho

    .
    .

    ResponderExcluir
  22. Bom dia minha amiga querida!
    Ando em falta com vc aqui no blog, mas pelo orkut sempre que posso estou lá te acarinhando.
    Este teu texto me fez lembrar da política de nosso país... nem tenho palavras pra expressar tamanho desgosto diante dos resultados... eleger um palhado, literalmente, e algo que nos leva a pensar... pensar no amanha.

    Um bj recheado de carinho e a ternura de minha amizade, que mesmo as vezes ausente, é a mais sincera e pura!

    ResponderExcluir
  23. Até a palhaçada que se viu como resultado da votação para os deputados ganhou doçura aqui na tua crítica (muito inteligente, por sinal), minha flor!

    Beijo, beijo.

    ℓυηα

    ResponderExcluir
  24. Sábias palavras...o voto é uma arma que pode nos defender ou nos afundar de vez.

    Beijinhos....tenha uma linda semana

    ResponderExcluir
  25. Muito interessante o seu poema. O voto é a maior arma que o cidadão tem nas mãos contra essa pouca vergonha que é a nossa política. Parabéns pelo texto. Beijinhos.

    ResponderExcluir
  26. Geralmente o tiro dessa arma "voto" sai pela culatra.

    BeijooO'

    ResponderExcluir
  27. Gostei muito da poesia... Pena que nem todos levam o voto como uma arma, tratam-o com descaso.
    O voto é mais que um obrigação, é o compromisso com a sociedade.

    Beijo conterrênea!

    ResponderExcluir
  28. Ola Dando uma visita (espero retribuição rs) :)
    Muito bom seu Texto .

    Abraço .

    ResponderExcluir
  29. Eu votei no Branco. Um branco bonito. Um branco nevada.

    Recém formado no atiliê de sonhos, onde minha mãe trabalhava.

    ResponderExcluir
  30. Realmente o voto é uma arma, mais precisamos todos saber como mirar..e a escolha é livre, embora deve ser pensada bem!
    Um beijo querida
    Ju

    ResponderExcluir
  31. Adorei teu comentário no blog, chego aqui e encontro o grande Chico também, ADOREI!!!

    Beijos

    ResponderExcluir
  32. Em tese, seria o voto uma arma que não mata. Mas como somos humanos e conseguimos, de forma surpreendente, transtornar tudo, o sufrágio pode acabar virando bala perdida e, consequentemente, acertar o cenho de algum desavisado.
    Ô tristeza.
    Um beijo!

    ResponderExcluir
  33. Concordo,Pérola...
    Pena que nem todos tem essa concientização,né?

    Além do comentário,te deixo um abraço...com muito carinho!!!

    Mil beijosss!

    ResponderExcluir
  34. Ultimamente minha menina , o voto tem sido mais é armadilha...acho que foi pq o sinto como um bulmerangue que decidi anula-lo este ano.

    Adorei o poema, verdadeiro por demais e muito consciente.

    Um bjo meu, com carinho...

    Erikah

    ResponderExcluir
  35. Lirismo bem oportuno. Ótima metáfora: o voto como bumerangue.

    E obrigado pelas visitas e comentários em meu blog. Minha poesia é geralmente intimista e confessional, porém, tento acertar a mão nos recursos poéticos para não ela sair maçante. E é bom quando leem e conseguem perceber os diversos sentimentos que consigo exprimir :)

    Bjos

    ResponderExcluir
  36. Por isso mesmo o voto deve ser sensato, rigoroso, convicto e consciente!

    Beijos
    AL

    ResponderExcluir
  37. Gosto imensamente do que escreves. Com esta poesia lembrei do meu bumerangue, brinquedo que algum dia joguei. Eu ainda não conhecia as suas linhas!
    Beij..!!

    Bumerangue
    José Carlos Barroso


    Joguei na vida
    Arrisquei pela vida
    Brinquei com a vida
    Fui bumerangue
    Fui, voei e voltei

    Não foi o alvo que acertei
    Como criança apenas tentei
    Quando criança brincava
    E quando adulto me tornei
    Errei porque não pensava

    Não sei quantas jogadas errei
    Só sei que fui bumerangue
    E arremessado cai ao chão

    Mas esperem
    Daqui do chão arremessarei
    Pois eu mudei
    Brinquedo não mais serei
    O brinquedo arremessei

    E da vida só quero um lugar
    Para arremessar e acertar
    Agora experiente lanço ao alvo
    Para vencer e não para brincar

    ResponderExcluir
  38. Sim a arma é um voto. E atiraram em mim com os deputados que elegeram. Quando vamos acordar?


    Beijos

    ResponderExcluir
  39. Pérola ,

    Tem Selinho pra você no meu Blog.

    Espero que goste ... :)



    BjO.

    ResponderExcluir
  40. A Marina fez bonito e mostrou que eles não estão com o poder nas mãos... acho que ainda tem jeito.
    Tomara.
    Beijokas.

    ResponderExcluir
  41. Pérola,

    Infelizmente o voto é uma arma nas mãos, em que a pessoa mira a si mesma!

    Falta muita educação nesse sentido!
    Infelizmente, sempre seremos o Pais de terceiro mundo!

    Um abração!!!!

    ResponderExcluir
  42. Olá..
    Num destes muito passeios, encontrei-te!

    Ocupei um pequeno espaço, espero que não se importe...
    seguindo-te e conhecendo um pouco mais de tí..

    beijo meu'

    ResponderExcluir
  43. precisaríamos também estar munidos de consciência, né?

    :*

    ResponderExcluir
  44. Pérola ,

    Não tem o que agradecer .
    Adoro seu blog , mais que merecido
    eu te repassar o selinho , que na verdade ,
    é um carinho ... :)


    BjO grande e uma Noite Serena .

    ResponderExcluir
  45. Um post com um enorme outdoor não de marketing,
    cruel.... visitando os séculos podemos notar que o poder é irmão da tirania.
    Consta que Lula prometeu ser elegante nos modos, que Dilma falará com Deus em público (...) e que os petistas serão humildes como discípulos de Francisco, o santo.'
    Dora Kramer, hoje no Estado de São Paulo.
    Tudo é confuso ... geléia geral....quem já leu o livro A REVOLUÇÃO DOS BICHOS - GEORGE ORWEL....

    ResponderExcluir
  46. "Não é o mais forte que sobrevive, nem o mais inteligente, mas o que melhor se adapta às mudanças"
    Charles Darwin


    Bjs
    Insana

    ResponderExcluir
  47. Um lindo final de semana amiga Perola....

    Beijo grande no seu coração...

    ResponderExcluir
  48. é como uma faca de dois gumes .-.

    beijas, moça :*

    ResponderExcluir
  49. Peróla querida, bem verdade isso!
    E esse bumerangue pode vir com força brutal.
    Espero que todos tenha conciência disso nesse 2° turno...

    Um beeijo flor
    e Obrigada pelo carinho =)

    ResponderExcluir
  50. Oi,Pérola!Obrigada pela visita, volte sempre!Pena que tão poucas pessoas saibam do poder que o voto tem e saibam que ele é sim uma arma, o povo brasileiro leva pouco a sério a política não é a toa que Tiririca e Romário foram eleitos.
    Um ótimo final de semana!
    Beijos

    ResponderExcluir
  51. Es muy linda la musica que pones para acompañar la poesia.

    Me gustó mucho tu blog, espero verte por el mio!

    Saludos!

    Walter.

    ResponderExcluir
  52. Pérola....

    só você prá fazer versos, e lindos, sobre as eleições... tem que ter essa alma linda mesmo !!!!

    adorei !

    beijos

    ResponderExcluir
  53. O lado bom do voto é podermos escolher! o problema é que por vezes não há opção de escolha...

    beijinho

    ResponderExcluir
  54. O primeiro passo para a mudança chama-se consciência.

    Obrigada pelas reflexões inteligentes que cada um deixou aqui.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  55. Concordo com você. Por isso, eu voto consciente das expectativas, da realidade e dos riscos (sempre há).
    Voto Dilma!

    ResponderExcluir
  56. Olá, Pérola.

    Gostei muito do teu blogue! Mas sobre o voto, vivi e vi tanta coisa que sinceramente começo a desconfiar que os anarquistas estão certos: se o voto mudasse as coisas, seria proibido.

    Mas é apenas uma opinião. Gostando, ou não, somos todos obrigados a exercer a nossa cidadania.

    Beijos do sul.

    ResponderExcluir
  57. Acho graça de quem anula o voto acreditando mesmo que pode abster-se de quaisquer culpas. Ó cidadão, cidadã...não adianta! Serás sempre responsável pelo resultado das urnas. SEMPRE!

    ResponderExcluir

Solte suas linhas!

Postagens Recentes Postagens Antigas Inicio