domingo, 5 de dezembro de 2010

Bem guardado



Retratos, cartas, sonhos,
bilhetes num papel de pão.
Estão lá, no fundo do baú,
revelando os meus segredos.

Olhos brilhantes, estrelas faiscantes
numa noite sem luar.
Estão lá, clareando o baú.

Poemas de infância com laços de cetim,
tímidos e tão puros, tão inocentes.
Brincam no fundo do baú,
fazem travessuras por lá.

Momentos que revelam poesias escondidas,
que passariam despercebidas,
mas que não passaram,
e que bom que eu pude ver!
Declamam no fundo do baú,
deixando tudo mais bonito e sensível por lá.

Amores, declarações, beijos ao pôr-do-sol,
canções ao pé do ouvido, sussurros.
Também estão lá,
suspirando num cantinho.

Ensinamentos de um velho sábio,
passados para uma sábia mulher,
passados para mim,
aprendizados de toda uma vida.
Estão lá, no fundo do baú,
como uma enciclopédia mágica.

Amizades, afetos, cuidados,
valores, amparos, abraços inteiros.
Estão todos lá, no fundo do baú,
com as mãos estendidas
e com os seus incríveis poderes.

Lágrimas derramadas,
de tristeza, de alegria,
de glória, de emoção,
todas as gotas.
Estão lá também,
bem ao lado dos sorrisos largos,
dos arrepios provocados
pela intensidade dos instantes.
Estão todos lá, no fundo do baú,
bem guardados,
bens tão bem guardados!

Não num baú jogado num canto e empoeirado,
sendo comido por traças,
mas num baú chamado lembrança
e as lembranças também nos movem.

[E passará. E ficará.]




Este alinhavo foi criado, ou melhor, o meu baú foi aberto, especialmente, para o Intermediário. Um projeto repleto de criatividade, que oferece vários pontos de vista, diversos olhares, múltiplas leituras, ou como a Carmen costuma dizer, muitas conVersas, sobre determinado tema. Um espaço com ampla dimensão e sem anteolhos, criado pelos meus queridos Marcio e Saulo.



“Vivo e mágico, com as coisas boas que tem lá...”

[Baú – Vanessa da Mata]


39 comentários:

  1. O Intermediário acaba de ganhar um release.

    Adorei.

    ResponderExcluir
  2. Pérola...

    esse baú que trazemosno peito é o que nos faz sermos exatamente como somos, é o chão no qual pisamos...

    que lindo !

    salve, salve nossas memórias !

    beijo carinhoso

    ResponderExcluir
  3. Guardo tudo e todos que já passaram em minha vida e que me transformaram de alguma forma, dentro do meu coração, no lugar mais doce da minha memória.

    Que lindo poema, Pérola!

    O resgate, as coisas bem guardadas que movem. E como movem.

    Um abraço.

    ResponderExcluir
  4. Um baú mágico que "nos" guarda mais do que nós o guardamos... como se nele estivessem as peças que entraram em nossa formação como pessoas, exatamente essa pessoa que somos hoje, e que será responsável também pela formação dos filhos que criarmos. Portanto, é um baú que guarda elementos da eternidade. Não é à toa que, ao abri-lo, dele emane luz... são partículas impalpáveis de vida...
    Beijokas, minha linda Pérola, e que sua semana seja brilhante como vc.

    ResponderExcluir
  5. Tão bonitas as suas memórias e o jeito especial e poético como falou sobre elas.

    Você é encantadora, Pérola luz!

    Um beijo carinhoso e um abraço apertado do seu eterno fã.

    ResponderExcluir
  6. Pérola estou desarmado, olhos molhados querendo derramar pelo menos uma lágrima, não consigo, que dor enorme, Teu poema é tudo, não consigo escrever mais nada, cada um sabe de suas lembranças e elas viram a tona ao te ler. bjs.

    ResponderExcluir
  7. Ler-te é maravilhoso. Fazer parte e interagir com teu texto é esplêndido!

    Obrigado, linda Pérola.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  8. Todos carregamos baús, uns leves, outros tão pesados difíceis de carregar. Temos que tomar cuidado com o que guardado em nossos baús.

    BeijooO*

    ResponderExcluir
  9. Adorei ver a luz do seu baú aberto, a luz das suas palavras que reluzem.

    Lindo demais! Beijos.

    ResponderExcluir
  10. Que as lembranças só façam o bem.

    Abraço meu.

    ResponderExcluir
  11. Lindo pérola, vou ver debaixo da cama se também tenho um baú.

    Beeeijos.

    ResponderExcluir
  12. Menina, encantei-me com teu blog!!!
    Tanta beleza e bom gosto.
    Nos meus baús couberam tantas de mim, que tive que jogar algumas fora... rs
    Lindo de mais teu cantinho...

    ResponderExcluir
  13. Olá Pérola
    Todos nós temos o nosso baú de lembranças, e vez o outra os abrimos pra revivermos momentos, fatos, pessoas e lugares, que marcaram nossa vida.
    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Sim, as lembranças nos movem e eu adoro esse poder que damos à elas! Lembranças boas, antigas ou recentes, são as responsáveis pelos meus sorrisos que, vistos pelos outros, brotam "do nada".

    Eu rio.

    * Li lá no Intermediário no fds. Adorei teu texto, sempre amo te ler. =)

    Beijos, querida!

    ℓυηα

    ResponderExcluir
  15. Um Bau ... O Bau da sua vida...

    Bjs
    Insana

    ResponderExcluir
  16. Encantei-me, lendo-a no «Intermediário». Vale a pena remexer em baús assim.

    ResponderExcluir
  17. Que lindo! É bom saber-mos deste Baú tão empreendido de nós!
    Lendo as tuas poesias sei um pouco dos teus encantos que também ficarão para lembranças!

    ResponderExcluir
  18. .

    Belas palavras, menina dona de todos os encantos!

    Temos um lugarzinho especial para esse baú de lembranças... o coração, onde tudo cabe e nada se perde.

    As coisas que nos foram caras nos ajuda a seguir o caminho com sorrisos... e as más lembranças nos ensinam a criar atalhos para seguir em frente.

    Saio cheia de luz... da tua luz.

    Beijos, menina preciosa.

    .
    .

    ResponderExcluir
  19. Seu poema vai além da memória e remete a questões do inconsciente, das lembranças que de tão bem guardadas, às vezes ficam escondidas até de até nós mesmos! Sem dúvida alguma, "as lembranças também nos movem", muito mais do que supomos...

    Um beijo!

    ResponderExcluir
  20. Outra coisa... Já falei que seu blog é belíssímo, as linhas, poesias e palavras, a delicadeza e o layout perfeito! Estou inquietíssima para mudar o layout do "IdP", mas as opções no bloguer são limitadas, é você mesma que cuida dessa parte aqui Pérola?

    Um beijo!

    ResponderExcluir
  21. Oi,Pérola!Recordar é viver, lembranças tão vivas, tão bonitas gostei de dividir esse seu momento, na verdade até me deu vontade de fazer uma sessão remember..
    Uma ótima semana!
    Beios

    ResponderExcluir
  22. O baú de Pérola é um espanto de sentimentos compartilhados, esta menina tem o poder de nos colocar em identificação imediata... já li lá no Intermediário e aqui releio e me delicio com as provas que vem de muitos.

    Um beijo grande Pérola Querida e que teu fazer poético siga nos iluminando.

    ResponderExcluir
  23. Muito bom que nos deixa espiar seu baú!

    Lindo e doce!

    Beijos =)

    ResponderExcluir
  24. Pois é... há coisas que guardamos sem nunca mostrar a ninguém, que guardamos bem no fundo do peito um baú que nunca ninguém vai conseguir encontrar por mais que tente...

    Saudações poéticas

    ResponderExcluir
  25. As tuas palavras, querida Pérola, nos movem, nos encanta... impossível não nos encantar, com a beleza que emanam delas.
    Guardarei em meu baú a doçura das tuas palavras, lá e cá...

    Sinta-se abraçada...

    ResponderExcluir
  26. Querida Pérola,

    Saiba que além de brilhante poetisa e escritora, corre um sangue artístico em suas veias fortíssimo! Imagino como é trabalhoso, para conseguir essa harmonia e equilíbrio tem que ter dom, senso de harmonia, entender de desenho, imagens... programas...Enfim, o resultado é belíssimo! Um amigo está me ajudando com uma nova logo e escolhendo um novo template do blog mesmo, mais básico, logo estará no ar. Com a mudança, vou aceitar sugestões e idéias sim, principalmente suas...

    Beijos, beijos!

    ResponderExcluir
  27. Pérola,

    Esse baú que temos , não importa se exista concretamente ou não , é a nossa essência mais pura e bela , tudo que vivemos e o que somos ...
    Não importa se é um baú guardado embaixo da cama , largado em algum canto , ou se guardado
    dentro de nós , em nosso coração.

    Poesia mais que linda , alinhavo perfeito
    e suave , como é de seu feitio.
    :)


    BjO Imenso e um Dia Lindo como você , amiga querida.

    ResponderExcluir
  28. todos nós somos donos desse baú de tesouros
    preciosidades, pontos de luz em nossa alma

    lindo texto Pérola...emocionante

    beijos cintilantes

    ResponderExcluir
  29. Pérola

    deixei uma resposta pra você lá no blogue da Loba.

    Um beijo.

    ResponderExcluir
  30. Oi Pérola,

    Lendo teu porma não pude evitar de pensar que escrevo diário desde os 12 anos de idade e tem tanta coisa lá dentro, tem uma vida, em muitos cadernos guardados a sete chaves dentro de um baú.

    Beijos meu

    ResponderExcluir
  31. é preciso ter cuidado ao abrir esse baú...rs

    beijos querida!

    ResponderExcluir
  32. tem selinho pra vc lá no blog.
    beijo!

    ResponderExcluir
  33. Oi,Pérola!Recordar é preciso, as vezes precisamos tirar algumas recordações do baú, tirar a poeira, e revivê-las, mas algumas outras devem ficar bem escondidas, quase apagadas, de preferÊncia num fundo falso...
    Beijos

    ResponderExcluir
  34. Quanta luz, neste seu baú. Lindo.

    Ótimo fim de semna pra você. Abraços.

    ResponderExcluir
  35. bom ver aqui que as tuas palavras ficaram bem guardadas no coração de tantos leitores. Atingimos o alvo, vejo alguns mencionarem o Intermediário, fico feliz.

    ResponderExcluir
  36. As lembranças nos movem, ajudam a formar, guiam, fortalecem, impulsionam, direcionam. Ficam lá, no cantinho, olhando e clareando os caminhos. Todas.

    Tão bom ter compartilhado um pedaço de mim com vocês!

    Obrigada, meus queridos amigos Marcio e Saulo pelo convite e pela honra de poder ter participado deste projeto tão rico e tão grandioso!

    Obrigada a todos que deram uma espiadinha no meu baú com tanto carinho, suavidade e o tornaram ainda mais iluminado.

    Beijos, queridos!

    ResponderExcluir
  37. E há tanto no baú na memória!!!

    Um beijo =*

    ResponderExcluir

Solte suas linhas!

Postagens Recentes Postagens Antigas Inicio